Dramaturgia Baiana

Cláudia Barral

Nascida em Salvador e radicada em São Paulo, Cláudia Barral é formada em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia e atua em diversos campos da produção literária, como dramaturga, roteirista, contista e poetisa. Na sua produção em dramaturgia destacam-se “O Cego e o Louco” (Prêmio Copene 2000, com versão roteirizada para a TV Cultura em 2007), “Cordel do Amor sem Fim” (Prêmio Funarte 2004, com versão roteirizada para a TV Anísio Teixeira em 2010), “O Terceiro Sinal” (Texto escrito em comemoração aos 50 anos da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, em 2007). Em seu trabalho como dramaturga envolvida com a criação dirigida de grupos de teatro, Cláudia acumula, entre outras, colaborações com o Núcleo do Teatro Castro Alves (“Dias de Folia”, 2010) e com a Casa Laboratório (“Estudo sobre o Urbano / Figurantes”, 2008). Entre as diversas montagens, filmagens e leituras encenadas de seus textos teatrais, no Brasil e na Itália, somam-se as participações de artistas como José Lewgoy, Cacá Carvalho, Paulo Gracindo Júnior, Othon Bastos, Mel Lisboa e Francisco Medeiros.

Contato: www.claudiabarral.com.br

Obras

Voltar

Cultura e Cidade

A Cidade do Futuro, o filme

Márcio C. Campos 24/04/2018

Várias cidades do futuro foram erguidas no mundo desde que a sensibilidade moderna se estabeleceu: da italiana e renascentista Palmanova, com sua complexa combinação matemática originando uma...

Odoyá, receba o nosso lixo!

Cláudio Marques 08/02/2018

  Por décadas, eu frequentei a festa dedicada à Iemanjá no Rio Vermelho. Desde 1986, acho, de forma ininterrupta. Eu sou diurno e sempre cheguei cedo, por volta das cinco horas da manhã. Sol...

Assine nossa newsletter