Notícias

“Os pássaros de Copacabana” recebe 6 indicações em prêmio nacional!

por Ricardo Prado

Nem bem acabamos de comemorar a 50º comemoração de Os pássaros de Copacabana e o encerramento de nossa terceira temporada, e já recebemos mais notícias boas! Depois das quatro indicações, e de ganhar os troféus de melhor ator e melhor direção pelo Prêmio Braskem de Teatro, mais uma vez o Teatro NU recebe diversas indicações ao Prêmio Cenym, premiação que escolhe os melhores do teatro brasileiro.

Marcelo Praddo, mais uma vez, concorre como melhor ator, no espetáculo que concorre a melhor monólogo, realizado pelo Teatro NU, que concorre como melhor grupo.

Além disso, Bárbara Barbará recebe novamente indicação pela sua preparação corporal, além das indicações de melhor execução de som, responsabilidade de Jarbas Bittencourt e Elinaldo Nascimento, e melhor fotografia de publicidade, para o trabalho de Fabio Abu; somando um total de seis indicações!

Nosso musical, a partir das canções de Ary Barroso, que já rodou por Goiânia, Fortaleza e Teresina, encerrou suas apresentações em 2018, mas já temos planos para voltar e queremos, mais que nunca, circular pelo interior da Bahia e pelo país com essa peça; tão pertinente nos dias de hoje.

Mas o Teatro NU não para! Ainda esse ano, voltamos dia 6 de outubro com Um Vânia, de Tchekhov, espetáculo que ganhou o Prêmio Braskem nas categorias melhor espetáculo, melhor ator e melhor direção, no Museu de Arte da Bahia, e dia 23 de novembro estreamos nosso novo espetáculo: As tentações de Padre Cícero.

Em breve, mais informações por aqui e em nossas redes sociais!

Página Inicial

Cultura e Cidade

A Cidade do Futuro, o filme

Márcio C. Campos 24/04/2018

Várias cidades do futuro foram erguidas no mundo desde que a sensibilidade moderna se estabeleceu: da italiana e renascentista Palmanova, com sua complexa combinação matemática originando uma...

Odoyá, receba o nosso lixo!

Cláudio Marques 08/02/2018

  Por décadas, eu frequentei a festa dedicada à Iemanjá no Rio Vermelho. Desde 1986, acho, de forma ininterrupta. Eu sou diurno e sempre cheguei cedo, por volta das cinco horas da manhã. Sol...

Assine nossa newsletter