Notícias

“Um Vânia, de Tchekhov”, premiado como melhor espetáculo de 2017, volta em cartaz!

Grande vencedor do Prêmio Braskem de Teatro 2017, quando levou para casa as estatuetas de Melhor Espetáculo Adulto, Melhor Ator (Marcelo Praddo) e Melhor Direção (Gil Vicente Tavares), “Um Vânia, de Tchekhov” estreia nova temporada em outubro. A peça, um projeto da Cia de Teatro da UFBA em parceria com o Teatro NU, fica em cartaz no Auditório do Museu de Arte da Bahia, no Corredor da Vitória, de 06/10 a 11/11, aos sábados e domingos, às 19 horas. Os ingressos custam R$ 30,00 a inteira e podem ser adquiridos através da plataforma Sympla (www.sympla.com.br/teatronu), até 17 horas do dia do espetáculo. A partir desse horário, somente no local.

O espetáculo faz parte do projeto do Teatro NU 10+, e conta com o apoio financeiro do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Fundação Cultural do Estado, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. Realização do Teatro NU, com produção de Selma Santos.

“Um Vânia, de Tchekhov” é a versão de um dos maiores clássicos do teatro mundial. Em cena, as atrizes Alethea Novaes e Isadora Werneck, e os atores Gideon Rosa, Marcelo Flores e Marcelo Praddo, dão vida aos personagens principais de Tio Vânia, obra original do dramaturgo russo Antón Tchekhov, datada de 1897. A montagem, concebida para homenagear o ator Gideon Rosa, artista que tem no seu currículo atuações memoráveis em espetáculos na Escola de Teatro, destaca os cinco personagens centrais da trama de Tchekhov e retrata as cenas da vida do campo e as frustrações de uma decadente família na virada do século XIX para o XX, mostrando o cotidiano de amores não correspondidos e vidas não vividas. A proposta da direção foi buscar uma empatia com a plateia, trazendo o público para dentro da ação, fazendo com que o espectador se conecte com os atores e com Tchekhov, e se sinta fazendo parte da encenação.

Segundo Gil Vicente, “essa obra teatral é de uma beleza profunda. Trata da frustração dos sentimentos, da castração dos desejos, da impossibilidade da paixão. Temas eternamente atuais e poeticamente escritos por um dos maiores de todos”. Para Gideon Rosa, a volta aos palcos nesta montagem teve um gosto especial. Primeiro, por estar rodeado de amigos. Depois, por voltar à cena em um Tchekhov, um autor que esmiúça em profundidade as relações entre as pessoas, segundo as palavras do próprio ator. “Voltar à cena é um ato de generosidade coletivo sob a iniciativa de Gil Vicente. Em condições normais jamais esperei ter novamente a emoção de estar em cena. Eu sou muito grato a todos pela oportunidade e tolerância”. “Um Vânia, de Tchekhov” tem concepção geral de Gil Vicente Tavares; luz de Eduardo Tudella; figurino de Miguel Carvalho e Anna Oliveira; produção executiva de Ana Paula Prado; e direção de produção de Selma Santos.

SERVIÇO
O que: Espetáculo teatral Um Vânia, de Tchekhov
Temporada: de 06/10 a 11/11 – sábado e domingo
Horário: 19 horas
Valor: R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)
Onde: Auditório do Museu de Arte da Bahia
Estacionamento gratuito no local.
Vendas: no local (sábado/domingo) e em Sympla – www.sympla.com.br/teatronu
Apoio Cultural: Museu de Arte da Bahia, Olho de Vidro Produções, Antiquário Ada Tem de Tudo, Restaurante Carvão, Pizzaria La Napoletana, Academia Triathlon,
TVE, Clube Correio, Rádio Educadora, Ímpetus Prime
Produção Executiva: Ana Paula Prado
Direção de Produção: Selma Santos
Informações: Ana Paula Prado (71) 98853-4654
(anapaulaprado68@outlook.com)

Página Inicial

Cultura e Cidade

A Cidade do Futuro, o filme

Márcio C. Campos 24/04/2018

Várias cidades do futuro foram erguidas no mundo desde que a sensibilidade moderna se estabeleceu: da italiana e renascentista Palmanova, com sua complexa combinação matemática originando uma...

Odoyá, receba o nosso lixo!

Cláudio Marques 08/02/2018

  Por décadas, eu frequentei a festa dedicada à Iemanjá no Rio Vermelho. Desde 1986, acho, de forma ininterrupta. Eu sou diurno e sempre cheguei cedo, por volta das cinco horas da manhã. Sol...

Assine nossa newsletter